Na fotografia Pinhole não existe erros, apenas surpresas. Constitui um retrato preciso da realidade, uma vez que não há lentes que de-formem a imagem. Só é luz sobre material sensível. Quanto a isso se soma a decomposição temporal e um ponto de vista para que a magia se revele.

Este ensaio foi construído a partir do modelo de uma câmara fotográfica de papel, Dirkon, criada por jovens da Checoslováquia comunista dos anos 1970, que a publicaram para que a população do país registrasse a atmosfera em que viviam. Hoje podemos fazer o mesmo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsApp

Post a comment

RSS